Sabias que...


A necessidade de aquecer os pés no inverno, levou com que os povos colocassem pelo entre o pé e o sapato. Assim, com a fricção do caminhar e a transpiração, o pêlo tornava-se mais espesso e resistente, formando um pequeno feltro. Criando o processo de feltragem. 
Ao longo dos anos, a técnica de feltragem tem sido aperfeiçoada e a maquinaria melhorada de modo a facilitar este processo.
A feltragem é utilizada para a produção de chapéus de pelo, utilizado nos dias de hoje.
Nos circuitos pelo Património Industrial, pode acompanhar os processos de tratamento do pelo, na Cortadoria Nacional do Pêlo, e também a produção dos feltros para os chapéus, na Fepsa. No Museu da Chapelaria, pode conhecer o processo produtivo e ainda a história chapeleira de S. João da Madeira.

Marque a sua visita através do Turismo Industrial, pelo email turismoindustrial@cm-sjm.pt.

Comentários

Mensagens populares deste blogue